Tirando Foto Macro Em Reykjavik

Em mais uma tarde congelante na capital da Islândia, Reykjavik, estava andando pela cidade com o Ricardo e resolvi usar minha lente macro pra pegar alguns detalhes da natureza da região que estava recém acordando de um longo e tenebroso inverno.

Se você já tentou tirar fotos macro, sabe que é um desafio em particular, não é mesmo?

Pegar o foco é algo bastante desafiador, com ou sem tripé…

Como eu estava sem o meu tripé, o desafio ficou ainda maior…

Qualquer ventinho ou movimento de respiração tira a foto de foco e o resultado não fica legal.

A foto final que você vê aqui no vídeo abaixo foi depois de algumas tentativas falhas, mas é assim mesmo que funciona.

A vida de um fotógrafo não é só de rosas, não é verdade?! heheh também existem espinhos, porém, tudo pode ser encarado como diversão.

Para esta foto utilizei uma câmera Canon 60D com uma lente Canon 100mm macro 2.8L

As configurações usadas foram:

  • F6.3
  • 1/125
  • iso 250

É isso, espero que aproveite o vídeo!

Lembre-se: Se você ainda não decidiu investir no seu hobby de fotografia um pouco, dê uma olhadinha neste vídeo especial aqui.

Um grande abraço,

Assinatura_pequena

  • André Ruiz

    Quanto mais perto do objeto, maior será a profundidade de campo, digo, mais “favorável” será a profundidade de campo? Considerando também a abertura do diafragma ( f. baixo ) e a distância do objeto e o fundo.

    • Sim André, isso mesmo 🙂 Quanto mais perto e menor a abertura do diafragma, maiores chances de ficar mais “borrado” no fundo. Porém, lentes zoom tipo 70-200mm F2.8 conseguem ótimo efeito borrado mesmo de longe, logo, não é regra!

  • Leonardo Maurício

    Então quanto mais perto, “menor” profundidade e campo e nao maior.

  • Mazinha Oliveira

    Amei o Video e a foto! Tudo lindo. Você esclarece de uma forma muito simples e objetiva… principalmente pra pessoas como eu que está caminhando nessa arte. Obrigado.

  • adelmo

    nota 10

  • Simone Souza

    curti !

  • Claudia

    Tudo lindo maravilhoso, mas um pequeno detalhe eu não tenho essa lente maravilhosa e estupenda e CARA que você mencionou no vídeo. Essa deve ser a pergunta que todos fazemos quando assistimos o teu vídeo, como fazer uma foto como essa com outra lente? Eu, por exempl, gosto muito desse tipo de foto, mas só tenho a lente que veio na câmera, uma 70/300, a 50mm e uma 18/200, consigo fazer essa foto com a 18/200?

  • Victor Queiroz

    Bom demais, Ricardo e Rodrigo vocês são f*da! Obrigado por tudo.

  • Ac Artes

    Olá conheci o site a pouco tempo e estou gostando dos materiais de vcs.
    Eu gostaria de tirar uma dúvida se for possível.
    Se eu colocar a velocidade do obturador muitíssimo alta para congelar a imagem, eu consigo me despreocupar quanto a questão de tremer (respirar, bater vento, etc.) e desfoca?
    Posso mandar uma foto que tirei para vcs avaliarem?

    Desde já agradeço a atenção
    Alex

    • Sim. Uma velocidade do obturador rápida é a principal coisa que vai garantir nitidez em casos de movimento. Você pode testar e ver qual é a melhor no seu caso, se já fez todas as outras configurações para pegar o foco corretamente. Sobre avaliação de fotos, nossos alunos interagem no Clube Cara Da Foto dando feedback uns aos outros. Nós dois também eventualmente participamos lá dentro. Fora isso seria impossível olharmos tantas fotos quanto gostaríamos, infelizmente 🙂