[Na Prática] Perseguindo A Melhor Vista

Opa, no post de hoje eu compartilho uma mensagem especial em um dos lugares mais sensacionais que já conheci até hoje: o lago Saint Mary – Estados Unidos.

Esse lago fica dentro do parque nacional Glacier Park no estado de Montana. Você já deve ter visto outros posts meus nesse lugar, certo? CERTO?! 🙂

Bom, você vai ver no vídeo, mas o lance é que as fotos que tirei nesse lugar tiveram que ser merecidas, não só meramente fotografadas. “Como assim?!”. Seguinte, lá na hora não me contentei com a “vista segura para turistas”. Ficava láááá pra cima e bem longe do lago, então me senti no dever de perseguir o melhor ângulo possível – com muita responsabilidade, é claro… não estava muito afim de entrar nas estatísticas de turistas desaparecidos, ahaha.

Quase que criando uma trilha no meio do nada, chegamos lá na boca do lago. E vou te falar: mil vezes melhor apreciar ali sentado nas pedras, molhando os pés na água gelada do que ver lá de cima, esticando o pescoço.

Com o tempo, eu notei que fazendo isso a gente realmente vive o momento, e de bandeja captura fotos únicas que eternizam a experiência toda.

Nas fotos, usei essas configurações:

  • Canon 700D
  • Lente 10-20 (em 10mm) na primeira e 18-135 (em 18mm) na segunda
  • 1/320 (primeira) e 13s na segunda
  • f/7,1
  • ISO 100

 

Pra fechar, a mensagem principal aqui hoje é: VIVA os momentos da melhor forma possível! Se você chega num lugar bacana e sente que a experiência pudesse, talvez, ser melhor: DO IT! Manda bala! Vida de fotógrafo de viagem e mochileiro é regada a aventuras, então nada melhor que sair perseguindo a melhor vista em todos os lugares que for!

Obs: Já viu o nosso novo curso de Fotografia Ponta-a-Ponta?! Nesse segundo curso a gente mostra, passo-a-passo, o processo completo das nossas fotos, desde a composição e configuração até o processamento depois em casa. Clique aqui para fazer parte!

Um abraço,

Ricardo

 

  • Acho que é em todos os sites… eu disse em TODOS, não dizem como foi feita a foto como estas que você mostra no fim do filme.
    Lindas fotos… pô mas COMO ?… diga quanto de exposição ? qual abertura ?, detalhe o filtro que você colocou na câmera para fazer longas exposições, ou seja, detalhe a técnica utilizada.
    Por isso é que parei de comprar revistas de fotografia, mostram lindíssimas fotos mas eu quero saber COMO ?.
    Sebastião Salgado tira belas fotos em P&B mas como ele consegue aquela textura nas pranchas é que não sei… são belíssimas!… eu quero saber que tipo de papel, quanto tempo de laboratório…
    É isso!
    Obrigado! e me desculpe o desabafo.
    Martins

    • Hahah entendo bem, Carlos. Bacana, aqui a gente sempre vai compartilhar na íntegra o melhor sobre a fotografia que conhecemos 🙂