A Família de Bodes Alpinistas

Te falar uma coisa, viu… esses bodes aí são uns ninjas, isso sim!

Nunca vi nada igual. Nós, humanos, temos muuuuito o que aprender sobre adrenalina com essa turma aí, hahahah.

Nesse dia eu estava fazendo uma trilha pelos Estados Unidos, no estado de Montana, quando vi essa cena há uns 20 metros na minha direita. Bem pertinho…

O legal é que uns 5 segundos depois dessa foto, todos desceram tranquilamente o barranco de cascalho e seguiram em frente. Detalhe: se fosse eu, estaria esfolado até hoje =P

O senso de equilibrio e controle deles é muito bom.

Mas enfim, falando um pouco sobre o processo artístico da foto….

Fotografar animais é sempre desafiador. Porém, uma coisa sempre ajuda muito nessas horas:

  • VELOCIDADE DO OBTURADOR o mais rápida possível…

 

Como eles se mexem bastante, uma velocidade elevada garante nitidez perfeita não importa se eles estiverem em movimento ou não.

Usei essas configurações na minha foto:

  • Canon 700D
  • Lente Canon 18-135 (em 85mm)
  • Modo TV (recomendo para situações assim)
  • 1/200 (para congelar a cena)
  • f/5.6 (abertura ideal escolhida automaticamente pela câmera na velocidade de 1/200 acima)
  • ISO800 (sensibilidade maior para compensar a alta velocidade e baixa luminosidade)

 

Perceba então que as configurações todas foram feitas priorizando uma velocidade do obturador maior, afinal nitidez é o que importa.

Agora, veja a versão em cores dessa foto:

bodesNZ-CaraDaFoto
Clique para aumentar…

 

Também ficou maneira, eu acho. Mas preto e branco nessa cena tem um charme especial, na minha opinião.

Isso aí, espero que isso tenha feito sentido para você e te preparado para a sua próxima oportunidade.

Se quiser uma ajuda adicional, dá uma olhada nos nossos cursos de fotografia oficiais do Cara Da Foto. Clique aqui e escolha por onde começar.

Abração,

Ricardo

  • Jonathas

    Com certeza a foto preto e branco deu um lado único pra foto, acho interessante fotos de animais pelo fato de exigir um pouco mais do fotografo

    • é realmente uma arte a parte, concordo! bacana que curtiu, Jonathas! =)